* Determinação de Leucócitos no Sêmen

 

É comum a presença de células redondas no sêmen, que podem representar leucócitos, células epiteliais, células prostáticas e células germinativas imaturas. O aumento do número de leucócitos pode representar uma infecção genital clínica ou subclínica, níveis elevados de radicais livres de oxigênio, títulos elevados de anticorpos anti-espermatozóides, e função espermática deficiente. Todas estas condições podem ocasionar infertilidade masculina.

 

Daí a importância da determinação do número de leucócitos no sêmen, que pode ser realizada por meio do teste da peroxidase. Este teste identifica e quantifica os neutrófilos polimorfonucleares, que representam a maioria dos leucócitos presentes no sêmen, de maneira precisa.

 

 

O teste baseia-se na detecção da peroxidase, enzima presente nos granulócitos polimorfonucleares (PMN), os quais se coram em marrom quando expostos ao teste (peroxidase-positivos).

As células peroxidase-negativas (não-coradas) podem representar células germinativas imaturas (espermátides, espermatócitos e espermatogônias), linfócitos, macrófagos e monócitos.

 
Última atualização: Março 2013 - Aprovada por: Dr Sandro Esteves, Diretor Clínico

Androfert - Centro de Referência para Reprodução Masculina - Todos os Direiros Reservados